top of page

Como o câncer afeta sua identidade

Atualizado: 26 de fev.

7e7751bb-4ecd-46ee-9ff7-c5d189b750e8.jpg

Antes de ser diagnosticado com câncer, você é apenas uma pessoa como todos os outros. Mas depois que você é diagnosticado com o "grande câncer" , pode parecer que você se tornou seu câncer. As pessoas agora iniciam conversas com você com um tom preocupado, e como você está ?


Quando você começa a quimioterapia seu cabelo começa a cair e você começa a ficar realmente doente parece que há uma nova linha desenhada entre você e o mundo normal .


Embora outras pessoas possam tratá-lo como se o câncer estivesse na frente e no centro você tem o direito de escolher como deseja reconhecer essa doença assustadora e como prefere falar sobre isso.


Você pode conversar sobre isso o tempo todo e tratá-lo como um projeto de pesquisa gigante como eu fiz, ou pode preferir não falar sobre seu câncer. Se você não quiser falar sobre isso apenas diga. Você pode simplesmente dizer: Eu realmente aprecio a sua preocupação mas acho que não gostaria de falar sobre isso. 


Você pode se sentir desconfortável quando as pessoas percebem que você está usando um lenço na cabeça ou uma peruca, ou simplesmente ficarem surpresa porque seu cabelo não caiu totalmente (meu caso) . Você pode ter consciência de estar pálido ou parecer doente ou não ter sobrancelhas.


Se sua aparência realmente o incomoda, tente fazer o possível para parecer bem pode fazer uma boa maquiagem. E se você não sentir vontade de mexer em suas maquiagem tudo bem . Por mais difícil que seja, tente não se preocupar com a reação dos outros. Você já tem preocupação o suficiente nesse momento. Concentre-se em você.


O câncer também faz você questionar quem você é em relação a outros pacientes com câncer. Ao passar pela quimioterapia você provavelmente notará que existem inúmeras identidades no mundo do câncer.


Existem aqueles com doença em estágio inicial e aqueles cujo câncer se espalhou ou metastizou.


Alguns insistem em ser chamados de “metavivores” e lutam por cada pedaço de tempo que conseguem. Outros adotam uma abordagem zen aceitável recusam tratamento e aproveitam o tempo que resta. Alguns como eu têm câncer bastante raro. Outros têm formas mais raras ainda para as quais existem poucos tratamentos.


Existem aqueles que adotam a linguagem militar de luta, armas e sobrevivente. Há aqueles que rejeitam essa terminologia e insistem em ser chamados de uma pessoa com câncer. não é um sobrevivente ou um paciente de câncer. Alguns querem participar de marchas por seu tipo de câncer. Outros como eu preferem pesquisar sobre tudo em relação ao tipo de câncer. Outros se retiram e ficam muito privados.


Como você escolhe reagir ao seu câncer é totalmente seu direito. Não deixe que outros façam isso por você. Como você reage é problema seu.  Eu tive pessoas realmente fantásticas que ajudaram muito, como toda família , meu marido que foi surreal de cuidados e atenção e muita preocupação assim como alguns amigos .


Também conheço e respeito outros pacientes com câncer que foram realmente políticos e sinceros.


Não tenho problema em ser sincero, é assim que acredito que devemos ser. Mas não parecia uma luta que eu queria me envolver pelo resto da minha vida. Então eu  acho que  tenho feito minha parte escrevendo sobre problemas do câncer.


Esqueça o que as pessoas pensam. Esqueça o que a sociedade espera. Esta é a sua experiência com câncer.




0 visualização0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page