top of page

Por que você não está em paz agora?



A paz é uma das experiências humanas mais importantes. Se você não tem paz, então não é capaz de apreciar qualquer outra coisa que tenha. Na verdade, você pode nem ser capaz de reconhecer o que há de bom em sua vida porque ainda não reconheceu o que há de bom em si mesmo.


1. Você Confunde Paz com Inconsciência

Às vezes, as pessoas se sentem em paz quando ficam muito cansadas. Outros pensam que a paz é o que você sente depois de tomar alguns drinques ou usar drogas. (As pessoas usam essas substâncias porque anseiam por quietude e silêncio interior.) Ficar meio adormecido ou insensível por drogas ou alguns copos de vinho pode impedir que você sinta ansiedade, medo, raiva, ressentimento ou preocupação. Mas esse alívio dura pouco tempo. Esse tumulto ainda existe — porque a paz não é inconsciência. Paz não é estar dormindo ou entorpecido. É o contrário. É um estado de maior vivacidade, quando nos tornamos mais conscientes do que menos, e isso requer uma consciência dos tipos de pensamentos que habitualmente passam por sua mente.


2. Você confunde paz com felicidade

Muitas pessoas pensam na felicidade como um objetivo, algo pelo qual você está trabalhando e que acabará fazendo você se sentir bem ou em paz com sua vida. Para mim, no entanto, a felicidade geralmente está associada a uma euforia que ocorre quando algo bom acontece. Você se sente feliz quando consegue um emprego ou encontra uma nota de R$ 100 na rua. Você se sente feliz saindo de férias. Mas muitas vezes as férias não saem como deveriam, ou chegam ao fim, ou durante as férias você só pensa nos problemas que vai encontrar quando voltar para casa. Em todos esses casos, a felicidade é temporária. Depois de um tempo, ele diminui e, com bastante frequência, você se sentirá deprimido de repente. Porque felicidade não é paz.

A felicidade é, na verdade, bastante superficial, enquanto a paz é mais profunda. A paz é imune às polaridades da vida: os altos e baixos, os calores e frios, os chamados bens e os chamados males. É por isso que a paz é tão crucial. Ninguém passa pela vida sem passar por todas essas experiências, inspiradoras ou perturbadoras. Quando alguém próximo a você morre ou você tem um problema de saúde ou perde nossos pertences, provavelmente não consegue se sentir feliz. Ninguém poderia. Mas você precisa se sentir em desespero absoluto? Você precisa se sentir arrasado? Se você está em paz e conectado com esse nível mais profundo em você, esse tipo de extremo emocional não ocorre. Você terá uma calma que não é afetada por tudo o que acontece no mundo, porque você aceita e compreende tudo o que acontece no mundo.


3. Você continua olhando para frente (ou olhando para trás)

Muitas vezes há algo que ainda não aconteceu (ou algo que já aconteceu), que parece impedi-lo de ter paz interior. Existe o emprego que você não conseguiu ou o emprego que você perdeu. Existe a criança que você não teve ou a criança que você costumava ser. Mas, em última análise, essas são percepções errôneas em última análise, é a sua mente que o mantém longe da paz, especialmente os pensamentos que você tem repetidamente.

Essa voz em sua cabeça o afasta completamente do que está acontecendo agora. Você está em algum momento futuro em que as coisas podem dar errado ou você está preso no passado, onde está continuamente repetindo um filme antigo em sua mente sobre a época em que foi reprovado em um exame escolar ou alguém disse algo desagradável. Você está preso, mas não consegue ver. O filme parece uma realidade absoluta e impede que você realmente reconheça ou aprecie a vida como ela é agora. Mas não é a realidade. Você não pode ver o presente. Você está muito ocupado com onde quer estar em seguida ou onde estava, o que causa estresse contínuo. A única solução é a consciência, a consciência de que a voz em sua cabeça está realmente apenas repetindo pensamentos nem mais, nem menos.


4. Você se afasta do momento presente

Nossa mente não apenas se afasta da calma do momento presente, mas também julga e interpreta esse momento - geralmente de forma negativa. Por exemplo, vamos supor que um colega de trabalho acabou de receber uma promoção. A voz na sua cabeça diz que você deveria ter conseguido a promoção ou que seu chefe prefere aquele colega de trabalho, mesmo sendo você o candidato mais forte.

Nesse caso e na maioria dos casos não é a circunstância externa (não conseguir um emprego) que o deixa infeliz, mas o que você está dizendo a si mesmo sobre essas circunstâncias ("Não é justo!"). Em outras palavras, seus pensamentos estão deixando você infeliz. Ao mudar esse hábito, você deixará de resistir ao que está acontecendo em sua vida. Você pode se tornar amigo do momento presente e encontrar uma abertura para a dimensão espiritual. Esta é uma das práticas espirituais mais importantes na busca pela paz. Antigas irritações como ficar preso em um engarrafamento não são mais perturbadoras ou provocadoras de ansiedade. Você se alinha internamente com a realidade do que está acontecendo: você está em um carro, não está se movendo... isso é tudo. Você não tem um problema, não neste segundo. Você pode até notar uma mãe cantando para uma criança em um carro vizinho ou um céu azul vibrante. Você se tornou amigo da própria vida e das experiências que lhe são oferecidas em todos os lugares.


5. Você não confia totalmente... ainda

Existe uma inteligência no movimento da vida, que vai muito além da inteligência limitada de sua mente pensante. Este é o espírito. Quando você começa a confiar em seu espírito e na própria vida, começa a sentir paz. Você não está mais separado daquela inteligência maior da qual a vida se desenvolve, você não está mais tentando chegar a outro lugar ou encontrar algo que está faltando.

A velha palavra religiosa para esse tipo de confiança é "fé". Alguns cristãos diriam que têm fé em Deus, alguns diriam que têm fé em um poder superior, mas seja qual for o nome que as pessoas escolherem, eles estão falando sobre o que está por trás de toda a vida. A paz vem dessa confiança. A paz vem de estar alinhado com o momento presente. Onde quer que você esteja, você sente que está em casa porque você está lá.


Vanessa Bonafini - Terapeuta Holística



3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page