top of page

Seu tratamento de câncer às vezes te deixam enjoado?



Mudar sua dieta para reduzir glicose, aminoácidos (como glutamina, metionina, arginina ou serina) ou lipídios pode aumentar os efeitos de todos os tratamentos convencionais, não pretende ser uma alternativa. A dieta é um tratamento complementar que os médicos ignoram ou, pior, aconselham a nem pensar sobre isso.


De fato, se você estiver fazendo um tratamento que o deixe enjoado, comer qualquer tipo de alimento pode ser uma opção pouco atraente.


Há algum tempo, escrevi sobre uma ótima droga anti náusea (aprepitanto) que também ajuda a bloquear o Efeito Warburg (o processo de fermentação incomum que os cânceres usam), então essa droga pode ajudar em vários níveis. Este medicamento não trata náuseas ou vômitos já iniciados. Pergunte ao seu médico o que você deve fazer se já tiver náuseas ou vômitos.


O aprepitanto, um antagonista não peptídico do NK-1R, é atualmente usado na prática clínica como antiemético, mas esse composto também apresenta efeitos antitumorais contra um amplo espectro de cânceres. Nosso objetivo é revisar as múltiplas ações antitumorais exercidas pelo aprepitanto e mostrar o potencial uso dessa droga como agente antitumoral. O aprepitanto pode ser considerado uma bala inteligente contra o câncer. Os dados apoiam a redefinição do perfil do aprepitanto para um novo uso terapêutico como agente antitumoral.


O câncer é um grande problema de saúde pública mundial e, atualmente, a quimioterapia é a base do tratamento farmacológico contra ele, apesar de apresentar efeitos colaterais graves e numerosos e os possíveis efeitos em todo o corpo, incluindo aqueles em órgãos essenciais (por exemplo, pulmões, cérebro e coração). Além disso, a contribuição global da quimioterapia para a sobrevida de cinco anos foi relatada entre 2,1% e 2,3% . Assim, é crucial investigar novos alvos e estratégias terapêuticas antitumorais específicas direcionadas exclusivamente contra células cancerígenas para evitar efeitos colaterais graves em pacientes com câncer. Atualmente, existem muitos dados que demonstram o envolvimento do sistema substância P (SP)/receptor de neurocinina-1 (NK-1R) no câncer, um desses alvos poderia ser o NK-1R, e assim, uma nova estratégia antitumoral poderia ser o uso de antagonistas do NK-1R (por exemplo, o fármaco aprepitanto), pois sabe-se que SP (após ligação ao NK-1R) promove a mitogênese em células tumorais e que os antagonistas NK-1R (após a ligação ao mesmo receptor) neutralizam a mitogênese mediada por SP e induzem mecanismos apoptóticos nessas células.


Ao longo das conversas com pacientes e parentes nos últimos anos, ouvi relatos anedóticos sobre uma droga anti-náusea que supostamente causava remissões notáveis, além de restaurar o apetite e a sensação de bem-estar.


Imprima e leve ao seu oncologista. O aprepitanto tem muitos efeitos anticancerígenos, incluindo o bloqueio do Efeito Warburg, ou seja, a glicólise, que é um desafio para muitos de vocês. Também tem efeitos antidepressivos e ansiolíticos e convenhamos quem não tem ansiedade e depressão com câncer.




14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page