top of page

Cuidar de si mesmo e dos outros em tempos de problemas, algumas ferramentas e dicas espirituais

Atualizado: há 4 dias



À medida que navegamos por essas águas perigosas de nossa vida comum, com toda a graça e gratidão que podemos reunir você pode encontrar apoio na exploração dessas ferramentas e dicas para cuidar de si mesmo e dos outros.


Saudações calorosas de paz, esperança e cura para você e para o seu. À medida que navegamos por essas águas perigosas de nossa vida comum com toda a graça e gratidão que podemos reunir você pode encontrar apoio para explorar esses pensamentos sobre “Cuidar de Si Mesmo e dos Outros em Tempos de Problemas. Algumas Ferramentas e Dicas Espirituais”. Por favor, compartilhe-os com quem quiser. Se você quiser compartilhar suas próprias melhores práticas, faça isso na área abaixo.


Respire. Respire. Respire um pouco mais. Reserve um tempo no seu dia, a qualquer momento, para fazer dez respirações uniformes profundas. Reserve de 5 a 10 minutos para meditar ou praticar a atenção plena ou a oração contemplativa. Comece aqui, agora onde quer que esteja.


Aterre-se no momento presente. Concentre sua consciência em algo real, duradouro ou bonito ao seu redor. Olhe para cima com frequência. Descubra a maravilha e a admiração que já está aqui.


Reconheça seus medos, ansiedades, preocupações. Ofereça-lhes em oração, se você orar. Escreva-os no seu diário. Compartilhe-os com os outros. Sinta o que você sente, honre e saiba que não é a palavra final.


Lembre-se de que você não está sozinho. Nunca. Você está cercado de cuidados e apoio. Estenda a mão.


Crie e sustente a comunidade. Apareça um para o outro. Ouça com compaixão. Pratique a empatia. Envie uma mensagem para as pessoas com quem você se importa. Fique com os mais vulneráveis e aqueles que sofrem o peso do preconceito e do medo. Verifique as pessoas. Ligue para sua mãe, pai, guardião, mentor, irmãozinho, amigo há muito perdido.


Desconecte, com sabedoria. Enquanto estiver ciente dos desenvolvimentos, não deixe que as informações o governem, mas perdoe-se quando e se o fizerem.


Pratique a bondade. Há uma tentação em sustos de saúde e outros momentos de incerteza para ver os outros como ameaças potenciais. Lembre-se de que estamos nisso juntos. Lembre-se de se envolver um ao outro. Sorria quando puder. Traga boas ações e boa energia para o nosso mundo.

Mantenha-se saudável através do sono, dieta, exercício. Veja a cura e o bem-estar de forma holística, corpo, mente e espírito.


Faça arte. Descubra, imagine, envolva suas esperanças e medos, a beleza e a feiúra do nosso mundo. Escreva, pinte, cante, dance, clarear.


Pratique a gratidão. Diante das crises, anote as coisas pelas quais você é grato: sua respiração, a sombra particular do céu ao anoitecer – ou ao amanhecer. A cor azul, a cor verde, os dons e pontos fortes que você tem, outras pessoas em sua vida, a capacidade de rir. Um animal de estimação.


Conecte-se com suas comunidades espirituais, religiosas, humanistas, culturais ou outras. Encontre força, consolo e poder em tradições, textos, rituais, práticas, tempos santos e estações.


Ore como você é capaz, silenciosamente, através da música, nas leituras, através dos ancestrais. Lembre-se da longa visão da história, dos ritmos e ciclos da natureza, dos fios invisíveis que nos conectam a todos.


Pratique a esperança. Confie no futuro e em nosso poder de suportar e persistir, de viver plenamente na bondade que aguarda.




0 visualização0 comentário
bottom of page